Direitos.


Você não tem o direito de viver o que já viveu. Você não tem nenhum direito de passar por algo bom que já passou um dia e deixou passar. Passou e você não vai passar de novo, pois tudo passa, e aquilo já passou.

Você não tem o direito de recuperar o que perdeu. Aquilo está perdido. O que um dia perdeu nunca mais será encontrado, pois ficou perdido.

Você não tem o direito de nada. Nem o direito de ficar feliz por pensar que poderia passar novamente por algo perdido.

Coloquei as melhores roupas que eu tinha. Esperei que ela não notasse que as meias eram repetidas. Esperei que ela não percebesse que aquelas nem eram de verdade as melhores roupas que vesti um dia. Eu só esperei.

Feito uma criança aguardei um momento de carinho, mas tive apenas relampejos de uma verdade que vinha à tona.

Aguardei o direito de passar o que vivi esperando o direito de recuperar o que perdi.

Mas eu não tive o direito de nada.

Nem mesmo o direito de perder.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s