Eu queria saber como se faz…


É estranho não conseguir desabafar.
Você gostaria de conversar com alguém, dizer o que anda errado, mas simplesmente não consegue procurar por ninguém.

Eu já estou tão condicionado a escrever, que mal consigo conversar com as pessoas sobre as coisas quando não vão bem.

Acho que escrever te mantém Conge de críticas diretas; longe da voz que vai dizer aquele nome por longos e frustrantes minutos… Eu já não consigo desabafar por livre e espontânea vontade.

Na verdade eu nem consigo escrever direito. Tenho medo de passar por aquela figurinha cheia de auto piedade. Por pior que seja a queda.

Queda.

Venho colecionando umas ao longo do tempo. Mas existem umas que são difíceis.

Eu sou uma pessoa diferente… Sou complicado… Bagunceiro… Um palhaço bi-polar. Um palhaço que custa fazer a ficha cair depois da queda.
Vontade de chorar, mas a lágrima não escorre… Ela forma uma parede de muco por dentro do rosto que desce até a garganta causando uma dor. A dor dos que não choram com facilidade. Aquela dor de sufocar a saída de uma outra dor.

Ah. Não me importa.

Foram dias maravilhosos… Dias de uma vida que não podem ser para o tipo de pessoa que sou. Mas amei cada segundo desses dias. Amei acordar, amei ir dormir. Amei a vidinha de uns meses pra cá.

Foram os dias em que aprendi a ser gente. Fazer coisas das quais eu julgava que eram legais. Foram dias interessantes, aliás… Infelizmente não deu tempo de fazer tudo.

Eu ri no exato momento em que escrevo essa parte. As lágrimas saíram, finalmente. Chorei por lembrar-me da Batata Suíça. A Batata que não aconteceu…

Eu não tenho a capacidade de segurar dias como esses que se passaram. Mas não me lamento. Vou guardá-los. Estão registrados.

Os dias bons vão sempre estar naqueles que conseguem fazer com que dêem certo. Eu vou poder ver isso nos olhos dessas pessoas. O restaurante vai sempre estar lá! A batata também…

Pelos deuses… Eu queria saber como se faz.

Anúncios

2 Comentários

  1. vc é um tonto! um tonto dos bons… e nós dois sabemos porque eu digo isso.

    [não fale de mim, estamos aqui para falar de você agora, seu tonto!]

  2. Acho que era disso que ele tava falando quando disse sobre auto piedade, kkkk


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s