“Cada um de nós”.

2012 não foi um ano fácil! E acredito para que ninguém… Mas a maioria de nós ainda está aqui.

Não sei como vai ser o próximo ano, pode ser mais um ano sem nada de novo, mas nessa época a gente sempre mantém as esperanças de melhorias.

Para mim, (ou para todos), dois mil e doze é apenas um ano a se apagar. Uma ano de desastres pessoais e fracassos! Um ano baseado em tentativas e erros. Os erros prevaleceram por aqui.

Desta vez não vou desejar feliz ano novo, mas sim, um feliz cada um de vocês. Que cada um de vocês faça o melhor que puder. Sem expectativas demais, sem preguiça demais, sem promessas demais e sem promessas esquecidas.

Que cada um de nós busquemos o melhor que há dentro de cada um, pois somos todos indivíduos, e a vida é assim…

Desta forma desejo um feliz cada um de nós.

Anúncios

Quem é ela?

Passou a mão por debaixo do sovaco e levou até o nariz; Estava fedendo, já era de se esperar.

Era uma manhã de calor absurdo e ele estava coberto por um lençol e um edredom.  Fazer o que? São Paulo é assim, você vai dormir com frio e acorda com calor!

Os pacotes de salgadinhos estavam espalhados pelo carpete da sala; também havia um balde de pipocas já vazio, apenas com os milhos queimados que não quiseram estourar.

Ele esfregou a mão no travesseiro e se descobriu dos tecidos que o envolviam. Abriu as pernas e os braços, estava completamente nu, mas ainda tinha calor. A única saída era levantar da cama naquele dia de domingo.

Já era mais de meio dia!

Pensou que seu dia estava acabado, mas se alegrou ao lembrar que seu time de futebol jogava nesse dia. Passou a mão na cabeça e se levantou, mas tomou um susto quando sentiu algo ao seu lado!

A menina se moveu lentamente como quem não quisesse acordar de um sonho bonito. Era sua namorada.

Durante alguns minutos ele ficou embasbacado.

Ele nem se quer lembrava de que tinha namorada quando acordou. Sentiu o anel em seu dedo direito. Olhou pra ela tentando reconhecê-la. Mas não funcionou!

Quem seria essa namorada?

Quem seria aquela pessoa ao seu lado?

Ele estava sem roupas, ela; com o pijama que ganhou do pai no natal passado.

Ele esfregou a cabeça. Ele tentou pensar. Ele tentou descobrir.

Quem era aquela pessoa?

Ele não sabia. Não reconhecia o rosto, mas sabia que era sua namorada.

Disparou para o banheiro, lavou o rosto e se olhou no espelho.

Lembrou-se de quem era sua namorada, mas automaticamente, fitando seu reflexo, esqueceu-se de si mesmo.