Entre reticências e exclamações.


De todos amigos que tenho, de todos aqueles que fiz, talvez eu seja o ultimo irresponsável! Tenho dó de verdade de todos aqueles que esperam muito de mim. Não tenho um puto na poupança, não tenho idéia de como serão as coisas nos próximos anos, não sei nada de gramática, detesto as tradições natalinas e ainda creio em ganhar grana com arte!

As pessoas estão me enlouquecendo!

Estão cobrando ou esperando muito de mim.

Eu sei que estou errado. Eu sei que não sirvo pra ninguém e pra nada! Eu sou bom pra nada!

O Álcool me conforta como sempre. Pairo em minha vida e observo a lixeira do meu desktop com tantas coisas que já passaram! Odeio aquele Back-Up que não fiz, aquela conversa que deveria estar gravada, aquela foto que não revelei… Aquela musica que não lembro mais o nome… Tantas coisas que já se passaram… Tantos posts perdidos.

Mas eu continuo dizendo “foda-se”… Continuo embriagado em meu canto esperando que tudo de certo sem fazer nada… Nada importa se eu tiver um bocado de álcool, uma dose de vinho seco, vodka, ou o caralho que for… Pergunto-me inúmeras vezes se sou alcoólatra e tento esconder isso por de trás de minhas palavras mal proferidas, mal interpretadas, mal questionadas… Por de trás de minhas frases, ao menos na maioria de minhas sentenças, existe um sinal de exclamação, uma auto afirmação ou uma vontade de chorar.

De todos amigos que tenho, de todos aqueles que fiz, talvez eu seja o ultimo irresponsável… O ultimo babaca que termina suas frases com exclamações ou sinais de reticências. Minha vida é um susto ou algo interminado… Mas ela insiste em continuar de erro em erro esperando uma prova que nunca vai chegar!

De todos amigos que tenho, de todos aqueles que fiz, talvez eu seja o ultimo irresponsável, o único sem uma vida completa, o único incapaz de dar uma vida estável para um cão! Eu não alimento minha cadela… Eu não sou o “Alpha” de minha família! Se quer eu tenho minha própria família… Mas a vida insiste em continuar! Ela poderia terminar numa volta de carro, num gole de Vodka, na frase de um livro que eu gosto, no refrão da musica que sempre ouço ou na vista de meu segredo famigerado.

Eu queria te dar um presente de Natal! Juro que eu queria… Mas as reticências não deixam… Minha embriagues me trava e minha sensatez impede.  Um presente de natal! Apenas um! Mas deixa pra depois, não estou na melhor época da minha vida pra te conhecer! Deixemos nossa descoberta pra mais tarde… A descoberta daqueles que nem se sabem se existem mesmo!

Até lá eu fico aqui, escorrendo pela parede e inalando meu câncer, desfrutando dos meus piores vícios e agredindo meu corpo, minha alma e meu espírito! Foda-se! Não existe uma pessoa que se importe de verdade! Nem mesmo no auge de minha vaidade e auto-piedade. Dane-se!

Meu pior defeito é que eu sou forte feito uma barata!

Vaso ruim não quebra!

E que Deus me perdoe… Mas eu quero estar errado… Meu lado cristão pede pra que eu fique, meu lado pagão diz que devo ir… Aí fica foda!

Não é depressão e nem tristeza…

Só é o Natal…

Aquele natal que já passou.

Aquele natal do artista frustrado.

Aquele natal que abortei.

Aquele natal que poderia ser diferente.

Mas foda-se. Papai Noel não existe.

De todos amigos que tenho, de todos aqueles que fiz, talvez eu seja o ultimo irresponsável

Ósculos e amplexos e feliz dia da geladeira.

*

PostScriptum – Feliz Natal.

Anúncios

5 Comentários

  1. De todos amigos que tenho, de todos aqueles que fiz, talvez você seja o mais alcoólatra! rsrs E o mais chorão, resmungão e o mais amado também!!! Mesmo sendo essa barata, vou te gostar pra sempre! aaaahhhh… se todas as baratas fossem como vc, gritaríamos de alegria!!! AAAhhhhh, adoro baratas!!!!!

    A vida é um susto mesmo, as reticências me irritam tb, mas… enfim, a gente vai ter q encarar essa brincadeira de mau gosto…

    Feliz Natal…!!!

    • PS.: não chora não, q eu choro junto :(((

      • Você é um amor!!!

  2. De todos amigos que tenho, de todos aqueles que fiz, certeza que você é o que mais amo. A pessoas cobram e esperam muito de você pois sabem que existe muito potencial e talento de sobra por trás desse velho carrancudo, tanto talento que acredito que você pode e, de fato, viverá de arte.

    Ah, vá pro inferno com seu alcoolismo, autopiedade e reticências… mas não solte minha mão nem por um segundo, pois temos todo um futuro incerto pela frente.

    • incerto e tão certo!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s