Mas que vergonha, Charrinho!


Minhas Vergonhas.

Eu sou o tipo de cara que já conseguiu sentir vergonha alheia de sí mesmo várias vezes!

Como assim?
Tem coisas que eu lembro que fiz que não acredito, aí acabo lembrando e tendo vergonha como se não fosse eu. E desde pequeno sou craque nisso! Fiquem atentos. Contarei agora algumas das coisas mais cretinas que eu já fiz, e vejam, tem coisas que são tão vergonhosas que lembro até hoje!! Como por exemplo quando eu tinha…

 6 Anos: Eu tinha uma namoradinha. Juro! E até nos beijávamos na boca. Sou um cara precoce pra algumas coisas boas da vida. Certa vez minha família estava reunida numa tarde de sábado, ou domingo, e como a mãe dessa garota era (e é até hoje) amiga de minha mãe, elas estavam aqui em casa! Tive a manha de desmontar uma pulseira de pedrinhas da minha mãe e coloquei as pedras numa dessas caixinhas de correntinhas de pescoço e, quando estavam todos reunidos na sala (notem que eu fui cretinamente astuto de aguardar todos estarem reunidos), entreguei a caixinha pra menina. Ela abriu e disse, “que lindo!”. Nessa hora eu tentei tascar-lhe um beijo na boca. Ela me empurrou envergonhada e todos riram da minha cara. É o tipo de lembrança que tenho e bato na cabeça pra esquecer logo!

 12 Anos: Me apaixonei por uma menina da rua ao lado. Era loirinha, olhos verdes e… Pelo menos… Uns cinco anos mais velha que eu. Até o dia em que eu estava na calçada aqui de casa com todos meus amigos, que eram mais velhos, e ela passou de mãos dadas com o namorado dela… Ai, como eu chorei! A coisa mais cretina é que eu nem a conhecia! Nunca tinha dito nada pra ela! Mas ainda assim chorei. Até que um dos meus amigos soltou a máxima das máximas… Ele disse o seguinte:
– (Apelido da época ocultado) você é o primeiro cara que é corno sem namorar!

… Pois é… Sem mais.

 12 Anos (ainda… Foi a pior fase da minha vida): Me apaixonei pela minha vizinha, mais velha também (Acho que hoje em dia tento compensar alguma coisa). E um amigo meu foi falar pra ela. Quando eu vi ela atravessando a rua, corri pra dentro de casa. Ela tocou a campainha umas 3 vezes e eu não atendi nem por decreto!

 

15 anos: Eu havia assistido um filme que um menino disse o seguinte argumento:
– Meu pai nunca me deu atenção, eu aprendi a fazer a barba sozinho sem a ajuda dele!

No filme a mãe desatou a chorar… Gravei!! Vai funcionar!!! Eu achei que ia.

Charro briga com o pai e corre para o quarto. Quando a mãe do Charro entra, ele solta a seguinte pérola:

– Meu pai nunca me deu atenção, eu aprendi a fazer a barba sozinho sem a ajuda dele!

Momentos de apreensão! Vai funcionar.

A cara da minha mãe entortou numa inexplicável expressão! Uma mistura de confusão e gargalhada reprimida… Aí pensei: “Putz. Não funcionou”.

 16: O Charro brigou com a mãe e resolveu sair de casa. Fez as malinhas e dona Maria observava com um certo ar de comédia.

Saí com minha malinha e sentei na calçada pensando pra onde ir. Meia hora depois encontrei o local perfeito pra me refugiar!!! Abri o portão e fui pro meu quarto.

 Vinte e poucos: (Ocultarei os nomes para evitar um possível reconhecimento)
Foi o seguinte diálogo num dia no Café Aurora. Wendeléia e eu estávamos sentados lado a lado:

Charro: Wendeléia, acho que o Manuel está afim de você!

Wendeléia: Pára Sérgio (O rosto dela avermelhou).

Charro: É sério! Olha como ele te observa!

Ela então olho sobre meu ombro. Quando olhei para trás, o próprio Manuel estava lá, observando a mim e ouvindo tudo…

 Ainda com Vinte e poucos anos: (Ocultarei os nomes para evitar um possível reconhecimento) Cervejas e mais cervejas depois numa balada chamada Matrix, na Vila Madalena, o Charro já estava bêbado! E a Wendeléia havia começado a namorar com o Manuel… Tendo em vista que Wendeléia é até hoje uma das minhas melhores amigas, tive que precaver Manuel sobre causar a ela um possível sofrimento… Foi assim:

– Olha aqui, Manuel (Quase caindo da cadeira de tão bêbado). Essa menina é dá hora. Nunca machuque ela, se não você vai se ver comigo, porque eu amo ela, entendeu? Cuidado, cara, você é gente boa, mas não te conheço direito! Você ta ligado que ela é virgem, né? Ta ligado, né? Ela é virgem ainda! (Nota que tinha umas sete pessoas da turma ouvindo isso na mesa, mas eu pioraria ainda mais a situação). E olha só, era pra ela perder a virgindade dela comigo! Você sabe, né?! Então cuidado!

Depois disso o silêncio na mesa predominou com todos me olhando, menos Wendeléia que morria de vergonha! E eu achei que tinha abafado com meus argumentos! Só mais tarde, no dia seguinte, eu vi que fui um completo idiota!

  Bom. Acho que já está bom. Não estou agüentando mais lembrar desses fatos, e tem uns bem piores ainda… Mas vou me poupar disso!

 Ósculos e Amplexos!

Anúncios

4 Comentários

  1. Ri alto!

  2. Euri!

  3. “Meu pai nunca me deu atenção, eu aprendi a fazer a barba sozinho sem a ajuda dele!” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Diferente de vc, não tenho vergonha nenhuma da minha falta de noção…. por isso nem me lembro das minhas tantas mancadas dessa vida 😛

    Mas me divirto com as suas rs

  4. bagual, tem coisas aqui que realmente me chamam a atenção. gosto de blogs pessoais mais ácidos, incisivos e menos itinerários.
    da uma passada no meu hombre.
    espero que tu sejas daqueles leitores assíduos que leem o que cai na mão

    hahaha, hasta cabrón!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s