Luto.


Hoje uma notícia triste pairou por aqui.

Há três dias um bom amigo se foi, e ninguém nem me falou nada. Raiva à parte, preciso dedicar uma homenagem.

Desde que eu era pivete, o Clodoaldo já era uma das pessoas mais queridas por mim.

Foi com ele que fumei o primeiro cigarro, experimentei a primeira coisa ilícita. Bebíamos cerveja juntos e até jogamos RPG. E que jogador sedento ele era.

Cacete. A ficha ainda não caiu de verdade.

Ele era uma pessoa extremamente amável, apesar de ser louco de pedra. É por causa dele que gosto de rock, ele quem me apresentou o bom e velho rock´n Roll. Aqui em minha casa tem dois vinis do Guns que pertenciam a ele, agora não sei se devolvo, se guardo como uma lembrança… Nem um retrato dele eu tenho.

A galera que não o conhecia, tinha medo dele por ele ser tão maluco, mas pessoas tão boas como ele está super raro de se encontrar por aí, e agora mais ainda.

Com ele, foi uma parte da minha infância, uma lembrança a menos do que eu fui um dia. Certo que não tínhamos muito contato nos últimos tempos, mas eu sempre me lembrava dele com freqüência ao ver um bar, ao ver uma cerveja ou alguém bêbado. A bomba só não caiu mais pesada porque eu sabia que isso ia acontecer rápido com ele. Uma vida daquela são poucos que agüentam. Mas ele já não era feliz por “N” motivos.

Faleceu dormindo. Menos mal.

Acho que ele já nem tinha muito mais o que fazer por aqui, mas tenho certeza que ele está bem melhor agora, de certa forma, arrisco a dizer que ele procurava por isso.

A Rua ficou cinza além do asfalto. Tá um pouco mais vazia. A rua está estranhamente sóbria.

Vai com Deus, Clodoaldo. E como sei que você gostaria de uma piada para o momento, apesar de saber que pessoas boas como você não vão para este lugar, vou mandar a brincadeira assim mesmo:

Ajeita o inferno, coloca umas ruivas gostosas pra dançar e prepara o show de rock, logo mais to chegando aí pra dar o abraço que eu não lhe dei da ultima vez em que te vi de longe… Apenas acenamos.

O velho clichê do “Ah, se eu soubesse”.

Vai com deus, Clô.

Vá com Deus.

Do seu amigo,

Sérgio Charro.

Anúncios

8 Comentários

  1. Aiiii q triste:(
    droga de morte…droooooooooooooooooga!
    vc me fez chorar com essa coisa de ‘logo mais tô chegando ai’
    não tem graça viu?
    😦

  2. Ai, Sé… eu que não conheço o cara fiquei até assustada, imagino o vazio que dá… e o susto tb =/

    O Demo pode tirar o cavalinho da chuva pq vc vai ficar nesse planetinha sofrendo com a gente!!!

    A morte…essa ladra…
    Eu não sinto raiva dela, mas tem gente não deveria ter o direito de ir embora nunca =/

    😦

  3. é verdade

  4. o estomago pesou…

    e eu o vi uma única vez…ele foi no meu chá de bebê…
    eu tenho um retrato dele, ele sorri com uma cerveja na mão.

    te mando por anexo.

    “…só que esse ano o verão acabou, cedo demais…”

  5. a lágrima desceu.
    o estômago pesou.

    eu o vi apenas uma vez…foi no meu chá de bebê.
    eu tenho um retrato dele. com uma cerveja e um cigarro na mão ele sorri.

    se quiser te mando.

    ‘só que esse ano o verão acabou…cedo demais’.

  6. Quero sim!

  7. Putz man!

    Lembra do dia que você enfiou o carro no poste com a gente dentro?
    Só lembro de conseguir levantar de debaixo do banco (pois é lá mesmo que fui parar), olhar para frente e ver o vidro que o Clodoaldo quebrou com a cabeça. E a única coisa que saiu da boca do próprio foi um: – Porra Sérgio! Dinovo?

    Nos vemos na 66….

    • rsrs é… Dia ca[otico aquele rs. Estava comentando esses dias sobre isso aí rsrs…

      Abraço, Du! E vê se aparece!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s