30 dias de noite


Não. O mundo a minha volta não mudou. 30 dias de noite. troquei o dia pela noite e muitas sessões de Dr. House que minha amiga Graça me deu. Um dos melhores presentes da minha vida.

Amanhã é dia de trabalho. Bom voltar; bom postar de novo. Bom tudo.

Nestas férias tive de tudo. Só não fiz o que realmente queria fazer, mas as experiências são válidas. No fim das contas foi as melhores férias que tirei. Essa sim foi boa.

Só pra constar, tesão reprimido quem tem é você.

Só pra constar, nada do que escrevi aqui é pra você! E me assustou saber que, justo você, visita meu blog. Vai cuidar de sua vida!

Só pra constar, minha afilhada, ainda na barriga, chutou minha mão.

Só pra constar, sou bebado sim! Não sei o que digo e nem o que faço.

Só pra constar, se desapareci, a saudade surgiu. Abraços especiais para a Elda, Graça e a Nessa.

Fiz tudo o que podia e muitas coisas que não podia fazer. Mas estou de volta ao dulce, com a ultima lata das férias ainda fechada. O tempo urge, já disse isso aqui.

É bom estar aqui novamente. É bom descobrir que mudei, mesmo que pra pior.

Ósculos e amplexos.

**********

Tábata – Penultima parte.

Estava num bar da Vila Madalena. Me surpreendi quando a vi entrando. Ela veio diretamente a mim, deixando seus amigos e dizendo me conhecer de algum lugar.

– Você é a esposa do advogado nigeriano, não é?

Ela concordou com graça, e ali ficamos a noite inteira conversando sobre tudo o que aconteceu em nossas vidas. Nada de bonito para contar, mas o momento era iluminador.

Quando acordei, minha cabeça latejava. O quarto onde eu estava não era o meu. Havia um frigobar ao lado da cama e espelhos no teto. Ela estava dormindo feito um anjo ao meu lado.

Levantei sem fazer barulho. Arranquei uma caneta da mochila e peguei um guardanapo. Lembrei-me de Tábata. Não poderia fazer aquilo com aquela moça que na noite anterior havia me entregado seu corpo com suor e gritos. Definitivamente não. Deitei-me novamente e esperei ela acordar.

De carro, deixei a moça na estação mais próxima de sua casa, e com um selinho nos lábios me despedi.

Eu sorria por dentro. O advogado nigeriano sentiria o gosto de meu corpo ao cumprimentar sua mulher no dia seguinte… Mas e Tábata?

Tão pouco me importava.

Os dados foram lançados e, finalmente, eu estava por cima da situação.

Que se dane Tábata. A vida teria sido generosa comigo depois de tanto tempo. EU queria aproveitar o momento.

Dez horas da manhã quando cheguei em casa. Arremessei as chaves do carro na mesa e fui dormir. Tamanha foi a minha surpresa quando, em minha cama, lá estava ela. Tábata. Nua dormindo feito um anjo.

Não entendi como ela conseguiu entrar em minha casa. O desejo corroeu minhas veias. Peguei uma coberta e fui dormir no sofá.

Sem bilhetes desta vez. Sem cartas. Sem nada. Dormi ainda pensando e rindo do advogado nigeriano.

Anúncios

5 Comentários

  1. Vc vai deixar a Tábata nua ali e num fazer nada? Vixi… qdo ela acordar… não quero nem ver… rsrrs

    Nhaaaaaaaaaaa…. correspondendo ao abraço especial, só que bem apertado pra não soltar!!!!!!!!!!!!!
    Que bom que vc voltou =)
    =)
    =)
    Faz favor de dar mais detalhes das férias, né? Depois de tanto abandono!!! Comprou meu chaveiro?

    Te lóóóóóóviuuuuu!!!!!!!!!!!!!

    • Linda

  2. Só pra constar: TE AMOOOOOO:)

    • Nossa. Todos on line uma hora dessas? Deixa eu mimir. amanhã eu trabalho. de volta à velha rotina!!!
      Te amo, Grá!

  3. Olha só…e eu que pensei que nunca veria meu nome nesse blog! Pelo menos foi um abraço e não um xingamento…
    Brincadeira!
    Adoro-te!
    beijinhos


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s