De Blasé à Velas Automaticas (Bons tempos).

Eu já tive uma banda!

Começou com o nome “Descartes (Decarté)”, depois adotamos o nome “Blasé”. Acabamos descobrindo que havia uma banda de menininhas com esse nome, aí adotamos o nome definitivo de “Velas Automáticas“… E com isso abandonamos o som mais “gótico” e melado e adotamos um som mais “PopPunk”.

Vou colocar algumas letras do Velas e umas fotos aqui.

A banda era composta por: Charro nos vocais e guitarra, Jé Antunes: Backvocal e guitarra, Luizinho na bateria e Wen-Chan no Baixo.

Capa do que seria a primeira demo do Blasé.

DISSERTAÇÃO

 Morte em casa, morte em minha rua
Fico com o que sobra, gasto o que não devo
Me perguntam sobre minhas roupas
Sobre o que penso, sobre o que escrevo

Encho a cara e não fico tonto
Quebro a garrafa e depois me corto
Me perguntam sobre minha casa
Sobre meu trabalho, sobre meu destino

 E eu digo não sei, e é melhor

 Não me apego aquilo que me importa
Não entrego as cartas para um jogo sujo
Não entendo aquilo que eu vejo
Mas enxergo o que há de errado com o mundo

Não me porto feito um grande tolo
Vaidade besta e gente tão bonita
Até grito mas ninguém me ouve
Tudo está errado mas ninguém faz nada

IDIOTA PERFEITO

 Olha ele aí
Anda bonito com seu terno e se acha um sabichão
Me faça rir
Sai com seu terno estragado e diz que tudo aquilo é seu 

É um grande idiota, se acha legal
É um grande otário, se acha o tal
É uma grande mentira, é um charlatão
Um babaca enrustido sem nenhum tostão

 E vai falar
Sem camiseta e com cachorro ele vai ir se mostrar
Vai explicar
E dizer que é deslocado por não ter religião

 É um grande idiota, que sabe falar
É charmoso e perfeito, você vai gostar
É assim que se diz, é assim que se faz
Preste mais atenção, meu pequeno rapaz

Foi um tempo bom… E quando acabou, a imagem abaixo foi posta no site que tinhamos….

`´As vezes penso que quero minha banda de volta…

Com o tempo coloco mais letras dessa época e, quem sabe, as musicas demo.

Ósculos, amplexos e vão atrás de suas nostalgias!

Anúncios

Ela se foi para sempre.

Só hoje percebi que Bernadete se foi.

Da primeira vez em que a vi, quis expulsá-la de casa com uma vassoura… Quanta inconveniência da parte dela… Mas ela continuou aqui e fez da minha casa seu lar. Não ficou muitos dias, mas teve uma grande permanência e acabou conquistando meu coração, mas só agora que ela foi embora, percebi o quanto ela era importante para mim.

Eu queria pedir desculpas. Talvez ela tenha ficado chateada por eu apenas dar-lhe atenção nos momentos de embriagues. Não conversava muito com ela, apenas quando bebia… Bê… Se estiver lendo isso, me perdoe pela forma como lhe tratei… Se puder. Volte. Serei um “Charro “ melhor pra você.

O pior de tudo é que eu a vi indo embora… Vi-a cruzando a porta sem me falar nada. Mas andava lentamente na esperança de que eu a segurasse e dissesse: “Fica, me apaixonei por você”. Mas eu não disse nada. Pensei que ela daria apenas uma volta pra espairecer. Se quer notei sua ausência em três dias… Bernadete se foi, e não sei se vai voltar. Agora sei que ela estava mesmo indo embora.

A rua é tão cheia de perigos. Medos. Solidão… Pra onde ela foi? O que está fazendo agora?

Ela levou a bagagem e tudo o que aqui estava… É tarde.

Saudade de ver seu rosto antes de ir trabalhar, antes de ir dormir…

Sua teia ficava no canto do banheiro. Hoje quando olhei para lá, ela não estava mais. Nem sua teia… E eu já havia me apegado a ela. Queria ao menos ter lhe dito “Adeus”.

Ela era minha confidente nos momentos com álcool… Cada vez que eu ia ao banheiro totalmente embriagado, lhe contava uma parte de minha vida. Talvez seja isso o que a incomodou.

Nunca me apeguei tanto a uma aranha de banheiro… Sinto-me triste.

Adeus, Bernadete, mas se quiser, volte…

Adeus.

*De todas as coisas que aqui já postei, essa deve ser a mais verdadeira!

Rogério Hojer.

Uma vez ele quis me bater!

“Como assim um cara dessa idade vai namorar com uma menina tão novinha?” Deve ter sido mais ou menos isso o que o Sr. Rogério pensou quando soube que havia alguém gostando da filha dele.

Hoje em dia, ele abandonou o posto de “Super-Sogro” para ocupar um espaço no meu coração que chamo de “Lar dos meus amigos”.

Ele é pequeno. Tem mais ou menos o tamanho do meu antebraço, mas já tirou foto com a Vanessa Camargo. Subiu no meu conceito como homem.

É corintiano… (Caiu absurdamente no meu conceito). Mas mesmo sendo um tampinha maloqueiro, tenho que afirmar que amo esse cara. Ele é um exemplo de pessoa que briga pela vida. É uma pessoa muito jovem num corpo muito velho (hauhauhauha desculpa, eu tinha que fazer essa piada. Isso é mentira… o cara coloca muita gente no chinelo, e nem é tão velho na verdade). Ele, apenas com as atitudes, nos dá lições de perseverança e, apesar do time que torce, demonstrações de honestidade, humildade que vai além da sua necessidade de ser, e ainda por cima uma alegria que não tem igual. O Rogério é esse cara. O amigão da vizinhança, apesar de não ser o Homem-Aranha.

Tampinha de garrafa, quero deixar os parabéns aqui. Fiquei com medo de te ligar, pois não sabia se estava ainda acordado quando me foi possível fazê-lo. Em seu aniversário, o presente é nosso por mais um ano, sentir a segurança de poder te ligar e sentir a energia que você é capaz de nos passar. Você, como poucos fizeram, demonstrou confiar em mim independente do que acontecesse; independente da situação… E isso, meu caro, sinto lhe dizer, nunca serei capaz de pagar, pois tamanha é a gratidão que sinto por isso.

Não sei quando será possível você ler isso, mas achei que deveria fazer hoje para que saiba que ainda estou lembrando.

Você é foda, Rógério “Tampinha” Hojer.

Você é meu amigo.

E porque não dizer, parte de minha família. E quem disse que família não se escolhe?

Uma abraço.

Um beijo.

Feliz aniversário.

Informativo.

Parece, mas não é.

Parece que estou parado e as coisas simplesmente foram esquecidas, mas não é verdade.

Estou trabalhando em algumas coisas. Eu e a Luciana Moraes acabamos de terminar um roteiro de um curta metragem onde uma menina e um rapaz discutem e devaneiam sobre o que seria o amor. Agora tem que arrumar por onde filmar. Roteiro finalizado, mas filmar não é fácil.

Neste fim de semana gravaremos o primeiro episódio de nosso Vlog, onde discutiremos literatura com uma dose de humor. Daqui um mês já deve estar disponível para vocês assistirem.

Fora isso, há um projeto literário com um grupo, ainda não posso divulgar o nome do projeto, mas deve sair logo também.

Demora, eu sei. Mas com tantos projetos, tenho o otimismo de quando um estourar, vão estourar todos os outros de uma vez, aí vai ser um sucesso (hauhaua).

Como todos os anos, acredito que o ano que vem será crucial!

O ultimo episódio da história da “terrível” Tábata acho que irei adiar mais. Isso porque eu estava lendo, existe algumas coincidências absurdas, mas não são verdadeiras… Então acho melhor “estopar” por hora.

Minhas promessas demoram, mas acreditem, logo estarei com muito conteúdo para todos vocês.

Queria deixar os parabéns para a Fátima, para a Gabs, e antecipar os parabéns para a Caroline (Lorak), que continua com sua pretensão a flor da pele, e me faz rir muito… Ok… Tem por onde ser pretensiosa RS. E Sexta que vem é nóis!

Abraços

Uma pergunta sem resposta.

Eu vivo perguntando o mesmo que Freud já havia questionado:

“Afinal, o que querem as mulheres?”.

Morpheus x Charro.

Resultado da falta de sono.

Quando deu seis e pouco da manhã, tive que me forçar a dormir. Acordei oito e meia como se tivesse dormido até meio dia. Ou seja, dormi três horas… Meu ultimo post no twitter, antes de dormir, estava “3 horas atrás” quando acordei.

O bom de ficar acordado sem fazer nada é balancear a vida. Ontem quase fiz uma besteira das grandes, hoje, pensando melhor, a vida anda bem como está. Deixa as coisas correrem e mudarem, se bem que nem tudo muda, já observei isso bem de perto.

Hoje ao abrir os olhos tão cedo, me senti contente. Agora alguns de meus amigos estão acordados. Vou arrancar uma companhia de algum lugar (verificando lista de telefones no cel) para ir até a padaria do Dav encher a cara de Serra Malte ou Original. Esquecer um pouco da vida e ver de vez se consigo um pouco de prazer (prazer, não sexo… Se bem que sexo é legal também (oras, também tenho o direito de periguetar, como diz a saudosa Cris (brincadeira))).

Segunda-Feira é dia do securitário… OPÁ! Eu sou um securitário, então isso significa que não irei trabalhar amanhã! Eta domingo divino!! Só eu mesmo para voltar de férias numa sexta feira e ficar mais quatro dias em casa. Minha esperteza me cansa : ). Como segunda é o meu dia, espero ganhar chocolates, uma cesta de café da manhã e flores!

Ah, mais uma coisa: preciso comprar uma camera filmadora, quem tiver uma aí pra vender por um preço em conta, e que seja boa, me avise!

Agora acho que vou rodar mais um pouco a internet e ver o quão as pessoas nesse mundo são podres e ridiculas. “O mundo anda mal frequentado”, já me disse alguém conhecido! E vou nessa aproveitar o belo fim de semana prolongado que me aguarda. Quero a minha casa cheia nestes dias, ou ir pra algum lugar cheio… Vou correndo esquecer de tudo o que me fazem lembrar e que eu tenho que evitar!

Ósculos e amplexos matinais com bafinho!

Deus. dai-me sono.

Pode até ser divertido ficar acordado até tarde, mas quando não se tem absolutamente nada pra fazer, é foda. Devia ter deixado a farra de sexta para o sábado. Agora são cinco da manhã do domingo e eu não tenho sono, não tenho nada pra assistir, preguiça de escrever e um MSN letárgico e sem emoções. Preciso dormir no horário correto!

Vejo que a programação da madrugada na TV é uma merda completa. Tá passando um seriado na Globo que nunca vi. Nada de emocionante também. Acho que preciso de companhia fixa, isso sim. Preciso sequestrar alguém e prender aqui em casa… Não. Isso é má idéia.

Acho que eu não me basto… Digo: me basto sim, mas não nas madrugadas solitárias. Ao menos se houvesse cerveja… Preciso de amigos que fiquem acordados em tempo integral pra poder fazer uma ligação, conversar sobre as chateações e as “contentezas” do dia. Me sinto feliz, mas entediado.

O que faço agora?

Fecho o notebook e vou pra cama? Ops. Já estou na cama. Será que fico de pé? Não quero jogar video-game. Já joguei Guitar Hero ontem. Será que coloco para fora todas as ofensas que tenho vontade? Não. Isso também não chega a ser uma boa idéia.

Já sei!

Vou deitar aqui e ficar parado. imóvel até se misturar com o comodo e escorrer pelo interior das paredes para ver se descubro um mundo novo. Isso sim é boa idéia.

Ósculos e amplexos.