Tudo o que eu (não) queria ser.


Isso é culpa sua!
Isso é culpa sua!

   Há alguns dias atrás eu estava comentando que tudo o que eu queria mesmo era ser um desses caras malhados, com barriga de tanquinho, que tira foto sem camiseta, que tem mais de 900 (novecentos) amigos no Orkut, que curte qualquer coisa desde que tenha mulheres envolvidas, que ama carros, som alto, ama futebol, cães perigosos, pegar peso e tomar anabolizantes… Eu desejei isso porque isso é ser normal e atraente. Ninguém precisa de alguém que seja sentimental, só precisamos de alguém que seja “humanamente normal”, ou seja, o mundo dá valor aos idiotas.

   Fui fazer o estágio de gente normal. Analisei suas reações e constatei que Quanto mais idiota, melhor, sério. Mais sucesso você faz entre as garotas, mais amiguinhos você tem e mais se torna o bam-bam-bam do pedaço.

   Arduamente observei e tentei captar aquilo, no fim das contas, percebi que não nasci pra isso, apesar de ser melhor para as pessoas cultivar a ignorância, mas pra mim já é tarde demais… Eu já adquiri músculos cerebrais e já levantei muitos livros, tomei muita cafeína, pensei e chorei bastante… Tarde demais pra me tornar algo que não sou, fora que percebi que me gosto assim, apesar de não ser fácil… Pessoas que pensam demais tendem a sonhar e correm o risco que os intrusos destruam seus devaneios com mera facilidade, e nestes casos, até sua mãe pode se tornar um intruso. Olho-me no espelho e não me acho feio, não me acho bonito, nem magro e nem gordo, tão burro quanto inteligente, mas vejo meus sentimentos à flor da pele, e pra mim que se dane. Hoje eu sei que não vale muita coisa ser como sou, mas sei que daqui uns anos isso vai compensar e muito, muito mesmo… Até lá fico guardado e esperando, tentando apenas não beber demais, continuar com minha eterna tentativa de parar de fumar… e daqui pra frente minhas citações podem ficar mais ásperas, indiretas e sem fazer o mínimo sentido, então melhor interromper o Post por aqui.

 

   ****

   No sábado teve mesmo o Aniversário da Carol e , pra mim, até que foi surpreendentemente divertido. Comi pra cacete aquela feijoada boa… Tadinha… E agora ela vai virar vegetariana… É uma boa! Tomara que ela consiga mesmo… Pois é… Acho que vou postar sobre vegetarianismo no próximo Post.

 

  Carol, parabéns de novo! (risos) “Quantas vezes você vai me dar parabéns?”

 

****

 

   Hoje cheguei aqui na Av Paulista para trabalhar, como sempre, estava uma garoa do cacete… Isto às 8h 30 da manhã… Agora são 10h 05 e está um solzinho lá fora… Quem entende este lugar? Aposto e ganho que no final da tarde, justo quando eu sair pra ir pra faculdade, vai estar uma tempestade.

   Morar aqui é o Caos! Vou pra faculdade carregando mais peças de roupas do que livros.

 

   Tenham uma boa semana e não se esqueçam: Sexta-Feira é feriado – dia do trabalho- por tanto o dia que nada mais vai importar vai ser na quinta, não confundam!

 

  

5 comentários em “Tudo o que eu (não) queria ser.

  1. ÊÊÊ…

    lá vem você querer querer criticar os vegetarianos…tsc tsc tsc
    cada um com seu estomago e sua consciencia!

    e…quantas vezes você vai me dar parabéns? hã?! rs

  2. opa!
    muito obrigada pelo seu comentário =)
    Legal que reabriu o madame satã né… mas não se culpe por não saber, eu moro do lado, mas do lado mesmo e só fiquei sabendo uma semana depois rs e sem ver… fui avisada.

    pois é… acho que só os cancerianos entendem o que é ser um canceriano e se lamentar algumas esporádicas vezes huahuahuahua

    e digo com afirmação (vindo de mim, canceriana e que adoro astrologia rs)…

    continue visitando o LGO. da Polvora. =)

    Bjs
    elen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s