… Onde as mãos não alcançam.



  O problema é não alcançar as costas. O Cérebro se esforça, tenta e não consegue. O braço é curto demais pra chegar até a maldita coceira que tanto me deixa afoito e irritado. Como pode? Deveríamos SIM ter a capacidade de nos bastar para qualquer função., a velha história do menino e a concha… Quem não sabe me pergunta que depois eu conto… Deveríamos conseguir nos dar sozinhos com nossos problemas e nossas necessidades, mas não. Quando bate o maldito comichão bem naquele lugar inalcançável para as mãos, braços e ante-braços , precisamos olhar para o lado e dizer: “as costas, as costas, coça minhas costas……. meio, meio, meio… nananana não, desce agora… isso… aí… aaaaah… A merda é quando a pessoa não é competente para a função, aí sabe o que você faz? Vai pra quina da parede… Isso mesmo… A quina da parede. Não tão legal, não tão confortável, mas ainda assim quebra o galho e é eficaz.

  Bom mesmo seria não ter que depender de ninguém para coçar as costas… Nem da quina; só de nós mesmos.

 

  Hoje entrei no Blog de uma grande amiga. Caramba! Que texto! Masoquista, mas um ótimo texto e bem expressivo. Mas foi o segundo Blog que entrei hoje e estava falando de amor… As pessoas andam pensando muito em amor nessa vida… Devíamos pensar mais em coisas concretamente palpáveis… Mas é difícil, eu sei… Eu sei que é difícil. Mas vale tentar. O máximo que vai alcançar é o fracasso. E quem é que ama e teme o fracasso? Acho que ninguém.

 

  Precisamos nos adestrar, parar de ler o horóscopo e perceber… Não… Deixa… Eu não vou falar de amor… Hoje não… Não estou com paciência pra lembrar dele e encarar o que ele remete. Alegria, tristeza, euforia, desânimo… Ele deveria escolher de que lado está… Devia ficar do lado do bem.

 

 Falando de excessos, vou citar algo que saiu do E. na aula de literatura.

 

 “Tudo deve ser equilibrado

   Odiar demais é errado,

   Odiar de menos também.

   Ciúme em excesso é errado

   Ciúme de menos também é errado

   Amar demais é errado

   De menos também

   Ser religioso fanático é ruim

   Ter religião de menos também não é bom

   “Devemos estar sempre equilibrados, pois tudo o que falta ou que está em excesso nunca pode fazer bem”.

 

  Bom. Não foi exatamente assim que ele disse, mas foi tão bonito que eu me lembro assim e é assim que ele disse então.

 

  * Abraço para a Grá que inventou a técnica mais masoquista e efetiva para se esquecer alguém… Mas é tão confuso que até agora não entendi se você esquece ou se lembra mais… Não sei…

  

 

“Quando não há compaixão ou mesmo um gesto de ajuda, o que pensar da vida e daqueles que amamos? Quem pensa por si mesmo é livre, e ser livre é coisa muito séria, não se pode fechar os olhos; não se pode olhar pra trás sem se aprender alguma coisa pro futuro. Corri pro esconderijo e olhei pela janela, o Sol é um só, mas quem sabe são duas manhãs. Não precisa vir se não for pra ficar pelo menos uma noite e três semanas”. – Renato Russo.

Anúncios

2 Comentários

  1. hahhaha..ai Sé…vc me fez dar boas gargalhadas agora,rsrrss…
    depois eu deixo um comentário decente pq agora só consigo rir…de mim, de vc, das suas costas na quina,rsrsrrsrs
    olha só…vc me fez rir..putz…
    isso nao tava no script nem mesmo no paralelo…tinha até me esquecido desse “detalhe”…
    obrigada meu anjo…
    acho que eu meio q te amo…:p
    rsrss
    ahhh e eu posso até coçar suas costas se a danada da coceira aparecer e eu tiver por perto,rsrsrrsss
    ahhhhhhhh…vc é d+

  2. vc é foda Serginho!!!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s