Meu brilhante amor lúdico.

   Eu queria estar em casa curando as dores de minha costela. Na verdade não sei se é alguma costela ou se é meu rim, mas que dói, dói. Mas tudo bem. Agora estou apenas programando minhas férias de Julho. Em mais de um ano trabalhando sem férias, finalmente elas saem em Julho, isso se ninguém tiver um ataque de úlcera e sobra pro bom samaritano aqui, né, se bem que em janeiro eu acho que foi mais um caso de “extra-extra, quatorze pessoas enganadas”. Mas que se dane. Eu sou o único que liga pra porcaria dessas minhas férias mesmo.

 

 

  Hoje recebi um “mail” do Nazarian, que me disse que finalmente seu novo livro O Prédio, o Tédio e o Menino Cego, sairá em Junho! E sem dúvida vou ao lançamento do livro pra conseguir uma Assinatura dele! Vou levar o Olívio também pra ele assinar, já que é meu livro favorito dele.

 

  Pra quem não o conhece, indico-o. Sem dúvida é um dos melhores escritores que temos no Brasil atualmente.

 

   Agora vou deixar aqui uma musiquinha que, obviamente, não foi escrita por mim, mas a letra é boa mesmo assim. (hehehe). Ofereço ela ao meu complicado, confuso, bagunçado, disperso, indelicado, aterrorizante e encantador fim de semana.

 

Latin Simone

 

Déjalo si quieres continuar
(Hermano)
Sal, ilumina tu vida
Todo el cielo aplastándote
Dime que harás
(Inténtalo)
Ilumina ese amor
Antes que se vaya

Algo siempre te entristece
Cuando todo va bien

¿Qué pasa contigo?
¿Qué pasa contigo?

Déjalo si quieres continuar
No ocultes tu alma al sol
Tienes una vida preciosa
De que sirve si sólo muerte
sobre mi y esta ciudad

¿Qué pasa?
¿Qué pasa contigo?
¿Qué pasa contigo mi hermano?
¿Qué pasa contigo?

Escucha a tu propia voz
Salva tu amor
¿Qué pasa contigo?
Antes que se vaya
Si todo va bien
¿Qué pasa contigo?
Mírate a ti mismo
Enfréntalo
¿Qué pasa contigo?
Mi hermano

Ven animate
¿Qué pasa contigo?

Anúncios

Consolaulista – Paulistolação.

Confuso mesmo é a forma como a linha 5 do metrô, amarela, está sendo disposta na cidade.

  Ontem ao conversar com minha namorada enquanto estávamos caminhando para a Faculdade, ela me comentou algo bem conveniente que eu ainda não havia notado e que me deixou em palpos de aranha, tamanho essa preocupação que só fui entender realmente o que ela estava dizendo uns 15 minutos depois, mas aqui eu vou ser mais sucinto que ela e farei você entender mais rápido.

  Estão fazendo a Estação Paulista, certo? A estação vai passar perto da Avenida Paulista e terá sua saída na Rua da Consolação. EITA! Espere um minuto!!! Mas a estação Consolação fica na Paulista!!! Ou seja: Enquanto a estação Consolação fica na Avenida Paulista, a estação Paulista ficará na Rua da Consolação! Olha só a confusão que estão fazendo! Seria justo trocar o nome das duas?

   Tenho certeza que se trata da vingança da estação Paulista por a Consolação ter invadido seu espaço; e de birra, vou começar a descer no Trianon pra vir trabalhar.

 

 ***

   Agora para descontrair, vou listar as minhas dez personalidades (vivas) favoritas atualmente.

   Vamos lá. O cara tem um talento que não tem como negar. Interpretando o Dr. House então, é simplesmente fantástico.
   Assisti House pela primeira vez já faz muito tempo, e desde então considero a melhor série que está sendo produzida. Nada de super heróis, mistérios indecifráveis e ilhas paradisíacas que guardam monstros terríveis. Fora que o ator, é foda. Desculpa separar o sujeito do verbo, mas eu tive que dar ênfase no “é foda”. O cara faz de tudo. Interpreta tão bem o médico que você acha que só serve pra aquilo, mas você se lembra daquele filme do ratinho, o Stuart Little? Lembra do pai adotivo do Stuart?? Pois é. É isso mesmo o que você pensou.

Jô Soares.jo   Culpado por minhas noites que levam a madrugada à dentro. Antes eu dormia cedinho, mas depois que, quando criança, descobri o programa desse homem, nunca mais fui o mesmo.
   Inteligente e bem humorado. O único erro dele foi ter ido para a Globo. No SBT seu programa era bem mais legal.

Santiago Nazarian.santiago   Meu escritor favorito. Enquanto muitos escritores da idade dele pensam em escrever livros de realismo fantástico, ele já se agarra mais a literatura mesmo, um pouco psicodélica, eu sei, mas é foda. O que o cara escreve não é brincadeira. Compro qualquer livro dele de olhos fechados. O que mais recomendo é “Olívio”.
   Agora, para responder “e-mails” ele não é dos mais simpáticos, mas é bastante atencioso.

Hugh Laurie.huh    Vamos lá. O cara tem um talento que não tem como negar. Interpretando o Dr. House então, é simplesmente fantástico.  Assisti  House pela primeira vez já faz muito tempo, e desde então considero a melhor série que está sendo produzida. Nada de super heróis, mistérios indecifráveis e ilhas paradisíacas que guardam monstros terríveis. Fora que o ator, é foda. Desculpa separar o sujeito do verbo, mas eu tive que dar ênfase no “é foda”. O cara faz de tudo. Interpreta tão bem o médico que você acha que só serve pra aquilo, mas você se lembra daquele filme do ratinho, o Stuart Little? Lembra do pai adotivo do Stuart?? Pois é. É isso mesmo o que você pensou.

 

 

Kristen Dustin.spidey6  Outro talento sem igual. Uma das atrizes mais bonitas de hoje em dia. Ainda não assiti todos os filmes que ela fez, mas ainda pretendo vê-los todos, mesmo sabendo que algun destes são esses romancezinhos teen.
  Desde pequenininha já mostrava talento pra chuchu. Aos 13 (se não me engano) já contracenou com Brad Pitti, Antonio Banderas e Tom Cruise! E por falar em Tom Cruise…
   Talvez o único político honesto em atividade, ou melhor, existente no Brasil. Chega a ser tão honesto que dá dó. Até foi traído pela mulher e não disse nada. Mas eu gosto dele mesmo. É esperto, simpático e carismático. O dia que enfiar a mão também…. Ninguém desconfia. (Olha como ele saiu bonito nessa foto de Polite Lover.

Tom Cruise.   tom-cruise   Sei que ele é meio estranho, meio fora de moda, mas venhamos e convenhamos, ele não é ruim, pode não ser bom ator, mas não é ruim, e o carisma que ele tem com todos é o melhor! Fora que ainda continua bonitão.

Mark Bagley.
mark-bagley
  Desenhou o Homem-Aranha até onde eu acompanhei. Era um alívio na época ver os seus desenhos em algumas edições, pois o aracnídeo sempre foi carente de bons desenhistas. Quem se salvava o desenhando era o Jhon R. Jr. Roger cruz e Mark Bagley.

Natalie Portman.natalie_portman_007   A mais mais de todas as atrizes de Hollywood. A mais bonita, a mais legal, a mais simpática e sem dpuvida alguuuuma… A mais inteligente.
O primeiro filme que assiti dela e,a era uma menininha bem novinha.
   Quase abandonou a carreira de atriz pra concluir sua faculdade de sabe o que?? Psicologia. Sabe em que faculdade?? Harvard. Ela só é considerada uma das personalidades mais inteligentes do mundo. Só isso… (E o Santoro tá comendo…).

Suplicy.suplicy_2Talvez o único político honesto em atividade, ou melhor, existente no Brasil. Chega a ser tão honesto que dá dó. Até foi traído pela mulher e não disse nada. Mas eu gosto dele mesmo. É esperto, simpático e carismático. O dia que enfiar a mão também….

Tobey Maguire
tobey-maguire        Eu tinha que deixar minha homenagem e destacar minha admiração para o cara que interpreta meu personagem de quadrinhos favorito. Caiu como luva na pele de Peter Parker nas seqüências (<- Deixa eu me despedir das tremas) de Spider-Man. Fora que ele é uma coisinha fofa de outro mundo…

 Fausto Silva.
fausto
   Tá. O cara é um mala, mas é um apresentador muito franco e verdadeiro. Não tenho vergonha em admitir que gosto dele, fora que, você já imaginou o seu domingo sem ele por mais que você o deteste?

Me desculpem essa formatação bagunçada, mas é que esse WordPress é um saco pra isso.  

Ótima sexta para todos, nós merecemos!

AAAh Booooom. Que alívio!! Já estava estranhando!

   Às vezes me sinto a pessoa mais cínica do mundo.
   Algumas vezes a mais idiota.
   Hoje não me sinto nada.

Engraçado como as coisas saem (voltam?) do lugar.
No fim o meu mundo autista é bem mais legal do que qualquer coisa que qualquer pessoa pode oferecer, porque ele é estável, fixo, calmo e bonito.letras2

 E me dá um tempinho, ultimamente não estou afim de falar sobre amizades, desculpas e quem fez o quê.

Mãos à obra!

Para quem gosta de relaxar e se divertir, bell Orchestre é uma boa pedida pra se ouvir! Quem diria que essa gente é estudada e Mult-Instrumentista?! <- Tem hífen ainda???
Para quem gosta de relaxar e se divertir, Bell Orchestre é uma boa pedida pra se ouvir! Quem diria que essa gente é estudada e Multi-Instrumentista?! <- Tem hífen???

 

 

 

 

  À partir desta semana, comecei a mandar alguns contos meus para algumas revistas que publicam histórias de autores desconhecidos. Mas ainda foi pouco o volume de lugares que encontrei, de forma que se você que adentra neste Blog neste exato momento e saiba de qualquer revista, jornal ou folhetim cultural que publica este tipo de coisa, me avise por favor.

  Ultimamente tive uma avalanche de idéias, ainda bem. Foram alguns contos finalizados e o livro da Luana passou à frente do pobre do Cezar. É. O dela vai ficar pronto primeiro, e está sendo baseado (digo: BASEADO), em um conto dela que postei aqui já faz um tempo. Eu ia transformar em um conto maior, mas aí foram chegando as idéias e vou fazer dele um livro mesmo. Acho que até o mês que vem já estará finalizado, claro que sem a revisão e essas coisas… As ilustrações eu mesmo vou fazer. Acho que ninguém as fará da forma como imagino, então lá vou eu fazer uma das coisas mais legais e chatas ao mesmo tempo: desenhar.

 

  Desejem-me sorte, critiquem, me empurrem; só não me deixem parar… Mania desgraçada de começar e não terminar que eu tenho.

 

  Abraços para todos e aguardem mais novidades.

Da janela que eu vi…




Sinto-me parte do momento... Sinto-me parte de você.

Sinto-me parte do momento… Sinto-me parte de você.

 


Ficar parado na janela vendo o horizonte noturno. As casas com janelas acesas, outras tão mortas quanto eu gostaria que aquele momento estivesse, apenas para que ele nunca acabasse. Eu com cerveja, você com chá. Nós com cigarros…


  Como eu queria que durasse para sempre.


  Como eu queria morrer e fazer parte daquele momento como uma gota faz parte do mar. Queria pairar em seus braços, sentir para sempre cada abraço que me deu naquela noite nostálgica e franca. A esperança voltando. Esperança de dias melhores ao seu lado. Valeu a pena a força e paciência, mesmo sabendo que ainda há por muito o que lutar… Sinto-me mesclado ao momento.

Hemácia.

 Vejo a hemácia vazando de mim, esvaindo de mim cada vez mais e levando o ser que um dia fui. Nunca serei o que eu era e estou cada vez mais longe do que queria ser. Cada vez mais perto de um outro ser.
 Vejo tudo se misturando de uma forma que fica difícil de separar, os pensamentos vão embora assim como todo o vermelho do meu corpo, e quando finalmente não houver mais nenhuma de minhas hemácias dentro de mim, meu ser poderá finalmente descançar em paz, assim como deve ser e assim como é o destino de cada um, pois o único destino que realmente está escrito é nossa própria falência.
 Vejo tudo e não sinto nada. Me sinto cego. Não estou entendendo e me sinto por muitas vezes confuso. Acordado e letárgico sem captar nada e jogando com palavras. O jogo acabou, as hemácias também. Vou rumo a Epicuro no mundo de Platão.

 Platão estava certo. Darwin também.

Evolução ou regressão.

“… Obviamente algumas vezes era culpa dele que com tantos acontecimentos havia ficado um pouco grosseiro, seco e vazio; não vazio de amor, mas sim de noção e importância…”

– Trecho de A balada do Homem que não Chorava.

You don´t Understand-me.

  Começou segunda-feira e eu aqui com vontade de não sei de que.

  Sempre os mesmos assuntos, sempre as mesmas coisas. E ninguém cansa disso.

  Ainda bem que sou alheio a muitas coisas, e vejo que ninguém cresceu neste lugar, tanto quem diz quanto quem pergunta.

  Por mim tudo bem, ando aprendendo a ser gente na marra mesmo. Se todo esse caminho tortuoso compensa mais, vamos lá então. Eu estou quase anestesiado disso tudo, afinal, faz anos que é assim.

 

Você não me entende

Mas se o seu sentimento for verdadeiro, você talvez me compreenda

E por que você sente a nescessidade de me perseguir?

Por que você não vai embora,

poderá ser mais fácil para me agradar

 

E existe sempre outro ponto de vista

Um jeito melhor para fazer as coisas que nós fazemos

E como você pode me conhecer e eu conhecer você?

Se nada é verdadeiro?

 

O que você pensa que está fazendo? (ooooooh)

Quem é o tolo, o tolo ou o tolo que você está enganando? (tolo que você está enganando…)

E talvez eu simplesmente não vejo a razão (razão)

Mas na corte do meu coração, a sua ignorância é traição

 

 

E existe sempre outro ponto de vista

Um jeito melhor para fazer as coisas que nós fazemos

E como você pode me conhecer e eu conhecer você?

Se nada é verdadeiro?

 

Você acha que sabe como eu me sinto

Não é grande coisa

Não existe tal coisa, não é real

Ohhhh…

 

Você não me entende

Mas se o seu sentimento for verdadeiro, você talvez me compreenda

E eu não exijo entender você

Mas eu estive procurando por aí, e eu não encontrei nínguem como você

 

E existe sempre outro ponto de vista

Um jeito melhor para fazer as coisas que nós fazemos

E como você pode me conhecer e eu conhecer você?

Se nada é verdadeiro?

 

– The Raconteurs

O que foi o sábado?

 Bom. É isso. Achamos algumas coisas aterrorizantes. Ficamos secos só de pensar em como vai ser, e por um mês mais ou menos, eu estava pensando o que seria desse sábado… E simplesmente foi.
 Medo de conhecer pessoas, onde já se viu, mas de fato, é uma coisa aterrorizante conhecer gente que você simplesmente não vai saber como lhe dar, mas aí passa e quando você percebe já esta bebendo uma cerveja e jogando conversa fora.

Eu na churrasqueira.

 Pela primeira vez na vida fui um churrasqueiro em tempo integral. Eu até que descobri que tenho um mínimo de talento pra coisa… As carnes nem queimaram tanto… Só um pouquinho, quase nada.
 Valeu a pena ficar fazendo carne pra aquela gente. Gente boa. Não digo isso apenas porque eram amigos (aterrorizantes) de minha namorada, mas sim porque são legais, e quando as pessoas são legais é isso o que fazemos, e depois quando percebi já estava até na quadra jogando uma bolinha… É. Às vezes isso acontece comigo. Até tirei a camiseta, e olha que nem bebi tanto, e pra quem me conhece sabe que é raro tirar a camiseta… Só pra dormir, tomar banho e para o coito. Só.
 Me diverti um bocado com o que achei que seria motivo de chateação… As pessoas se enganam e eu também.
 Aí a noite chegou e tudo acabou. E quando tudo acabou me senti mal.
 Fiz coisas que não se faz e me senti um idiota. Primeira vez na vida em que eu fui realmente um idiota completo.

 Nunca joguem nada no chão. Se querem quebrar coisas, quebrem dentro de casa onde ninguém vai ver. Tenha acesso de fúria onde ninguém vai ver, pois se é pra se sentir um babaca completo, é melhor que só você saiba disso. Ninguém precisa saber que você teve um momento de trouxa.
 Primeira e única vez que fiz tudo aquilo. Nçao quero fazer de novo, e o pior é saber que nem sei o porque começou direito. Vou entrar nessa semana me sentindo um triste idiota. Que vergonha de mim. Mas todos precisamos fazer coisas imbecis pra apender a não fazê-las, porque é bonito você dizer o que deve e não deve ser feito sem nunca ter passado por isso, pois bem, uma experiência completamente nova, porque nunca havia até então fingido nada, quebrado nada… Que vergonha. Vou precisar de alguns dias pra me recuperar e conseguir me desculpar… Graças a algo, ainda tenho um senso de auto-crítica bem forte… Ainda bem que ainda sou capaz de sentir vergonha de mim. Isso é sim uma virtude. Uma virtude que me jogou do pedestal onde eu vivia e me fez parar de pensar que sou um pouco mais especial… Agora estou na medida certa.

 Bom. Tirando esses miúdos, foi um bom fim de semana… Até patinar no gelo eu patinei. E é com o corpo doendo que me despeço do domingo.
 Boa noite.

Gente boa.

Deus só dá tromba a quem não sabe barrir.

  Sérgio acorda cedo.

  Pensa: Nada de coisas chatas hoje. Hoje é quinta e as coisas começam a não importarem mais. Vamos ter um dia divertido, para cima…

Arruma-se e toma seu café da manhã como todo santo dia.

Sérgio sai de casa para o trabalho.

Sérgio chega ao ponto, pega o ônibus e se alegra – “ Nossa! Que rápido!! Vou chegar cedinho!”

Sérgio enfia a mão no bolso.

Sérgio vai até o motorista.

– Por favor. Abre pra mim que vou descer no próximo ponto. Esqueci a merda do bilhete.

Sérgio caminha puto para casa com um ponto de distância. Passa pela creche onde ficava quando pequenino. Sérgio olha as crianças e pensa: Sou um fodido às  Sete e quinze da manhã.

Sérgio pensa em ficar em casa até a hora do almoço. O dia já não começou legal.

Sérgio desiste. Pega o bilhete e vai pro ponto vinte minutos depois do rotineiro.

Sérgio vê pessoas que sempre via quando estava atrasado, ou seja, pessoas que diariamente estavam com ele no ponto de ônibus.

Sérgio sorri de canto de boca.

Ele entra na lotação. Respira fundo… Merda cheia.

Passa a catraca quase que saltando. Mochila de um lado. Sérgio do outro. Antigos companheiros de ponto logo atrás. “O que falta acontecer, meu Deus?”

Sérgio vai para o fundo. Sorrisos aqui, sorrisos ali. Todos a postos. Começa o embate.

Sérgio ainda pensa o que falta. Devia ter ficado em casa assistindo desenho… Quem sabe ainda até passa Avatar! Não. O dia não poderia ser ruim só porque esqueceu o bilhete, se atrasou, teve o péssimo humor de volta… Não. Vamos à luta!

Embate vai de vento em popa. Olhares fixados. Sorriso de desafio. Lotação freia. Sérgio em posição favorável. Um a zero para o Sérgio.

 O dia está apenas começando.

 

  Penso que deveria fazer outros Blogs para escrever tudo o que tenho vontade. Tem dias em que penso em fazer mais de um “post” no dia, mas não dá, né? Tenho que manter um ar de expectativa para o próximo texto.

  Nesses últimos dias eu estou tendo uma vontade de escrever absurda… Quando a gente meio que fica calado, sem conversar por boa parte do dia, dá vontade de escrever.

 

  Porque de noite ao mesmo tempo em que as coisas fazem sentido, elas ficam completamente turvas? Os sentimentos meio que se descontrolam à medida que a meia-noite se aproxima, mas ultimamente eu até que tenho sido um bom domador de sentimentos. Só espero não ficar feito um elefante de Circo. Por mais que seja grande e forte, se você o amarra num toquinho de pau preso ao chão, ele não sai de lá; pois acredita que não tem forças para estourar a corda, afinal de contas, desde pequeno foi condicionado a isso.

  Mas eu não sou um elefante, apesar de querer muito o ser em uma próxima encarnação.

  Ah, meu… Dane-se.

  Nem sei porque estou postando isso.

 

  No próximo “Post”: Esportes.