Excrescência Cancerosa.


Bom. Em homenagem ao meu velho péssimo humor, vou postar um texto muito bacana que mais servirá de brincadeira. É um texto que adoro… Então vou postar aqui, já faz um tempo que eu queria fazer isso, então nada melhor do que fazê-lo num dia em que nem paciência pra escrever eu tenho.

 Advirto. Este texto não é meu. Créditos ao final do mesmo.

 

 Excrescência Cancerosa

 

Não posso mais sentir você

Não posso nem tocar os livros que você lia

Eu a segui sob as estrelas

Impulsionado por sua memória

 

e seu deus morreu e ninguém se importa

 

E toda sua glória em fúria

 

afogado em sua hipocrisia

 

Mas finalmente estou livre

 

e se existe um inferno eu a verei lá

 

Despeço-me da besta uivante com um beijo

 

queimando e sendo humilhada com seu deus

 

A besta que nos separou

 

você morrerá por isso?

 

Jamais saberá o quanto sofri

 

unhas de vinte centímetros, heresia.

 

Nem a dor que eu suportei

E eu jamais saberei o mesmo sobre você

Mas logo estaremos juntos

À mercê do Limbo

 

Retirado do livro: Wraith – The Oblivion (Diversos autores) Editora White Wolf.

 

Engraçado como o texto dos outros são sempre mais legais! rs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s