Boomerang.

Lá se vai mais um ano de minha vida; mais uma costela que dói, uma preocupação que me invade, uma incerteza que nasce, uma nova ruga que me rasga a face… Um sol que pretende iluminar um pouco mais.
Quero que este ano seja melhor que este que está acabando e pior do que os que estão por vir. Que minha alma encontre finalmente a paz almejada com a cumplicidade de uma irmã. Que o mundo novo seja realmente novo e, que esses detalhes façam parte apenas de um crescimento bom. Que o mundo seja bom. Que as pessoas sejam boas umas com as outras, pois devemos saber que a vida é um boomerang. Um Linto e mortal boomerang.
Que meus personagens ganhem mais vida em 2009, que minha banda consiga tocar fora. Que o Davison pare de ter Vodka na casa dele, isso não dá certo. Que meus amigos sejam felizes, minha familia também.
Nesse ano, que a vida seja feita de rosas, porque pelo espinho eu passei.

Boas entradas para todos.

hihi

Anúncios

Planos.

Agora quero escrever sobre a história original da Chapeuzinho Vermelho. Dá pra acreditar?
“Meretriz, come da carne e bebe do sangue de sua vó com vontade. Estás laçada ao mesmo destino que ela.”

Fantástico!!!!!

Natal vai ser triste, mas 2009 vai ser bom… ah vai!

Grá. Num sei se ainda acessa meu Blog, mas estou com saudades!

Agora sim tenho uma banda que vai dar pau… Não tinha como ser ao contrário… Não mesmo… JIM MALONE.

… Fica a vontade… o sentimento que não se acalma. Um vento frio numa noite de verão. Um desejo indesejável. Um amor de ódio… Deus, Lúcifer…. O Mundo é de Platão.

Feliz Natal pra quem for capaz de ter.

E depois de um rolo na Paulista, eu digo boa noite.

Oi

É logicamente claro que eu não me lembro de você, pois como podemos lembrar de alguém do qual nunca esquecemos?
********
Slow Down
Blur

It’s up to you
You know it is
I can’t convince you
All you have to do is
Slow down

I’ve always said
It will never change
All you have to do
Just you be you
I mean that’s all I want to say

All these things
That I told you
I didn’t mean at all
I didn’t mean at all
I’d forget you
So if you come here
If you come here
All you have to do
Just you be you
I mean that’s all I need to say to you

Fim de ano.

Nunca um fim de ano me pareceu tão assustador. Uma onde de coisas estranhas acontecendo e eu não consigo me segurar… Sempre voltando pra margem da praia de ilusões.
Tive um bom ano, fui um cara comportado, dedicado, talvez até demais, fui sincero e em boa parte, bom.
O ano não agiu assim comigo, apenas em seu final foi que ele me trouxe algumas coisas boas, mas ainda assim não é o suficiente para perdoá-lo… Então ele tem duas semanas para me trazer algo de bom… Pode ser que ele comece por amanhã, vamos ver como será nossa noite.
Natal e ano novo se transformaram em duas datas tristes, e a incerteza de fazer algo de bom deita e encosta a cabeça no mesmo travesseiro que eu. Seria pedir de mais um pouco de afeto? Um pouco de consideração?
Vivo num mundo onde atualmente eu não gostaria de estar… Queria poder estar em outro mundo onde tudo fosse mágico. Onde as fadas se mostrassem e as ninfas bailassem com os sátiros até o amanhecer de um belo e novo dia; mas não. Sou um louco por exigir um pouco mais de beleza na vida.
Espero que neste ano o papai Noel traga algo fantástico neste Natal, pois ele pode me dar um presente legal, sei que pode… E não é nada de mais. Apenas algo novo na minha vida que iluminaria os meus espaços escuros e solitários.
Boa noite.

Fim de ano.

Nunca um fim de ano me pareceu tão assustador. Uma onde de coisas estranhas acontecendo e eu não consigo me segurar… Sempre voltando pra margem da praia de ilusões.
Tive um bom ano, fui um cara comportado, dedicado, talvez até demais, fui sincero e em boa parte, bom.
O ano não agiu assim comigo, apenas em seu final foi que ele me trouxe algumas coisas boas, mas ainda assim não é o suficiente para perdoá-lo… Então ele tem duas semanas para me trazer algo de bom… Pode ser que ele comece por amanhã, vamos ver como será nossa noite.
Natal e ano novo se transformaram em duas datas tristes, e a incerteza de fazer algo de bom deita e encosta a cabeça no mesmo travesseiro que eu. Seria pedir de mais um pouco de afeto? Um pouco de consideração?
Vivo num mundo onde atualmente eu não gostaria de estar… Queria poder estar em outro mundo onde tudo fosse mágico. Onde as fadas se mostrassem e as ninfas dansassem com os sátiros até o amanhecer de um belo e novo dia; mas não. Sou um louco por exigir um pouco mais de beleza na vida.
Espero que neste ano o papai Noel traga algo fantástico neste Natal, pois ele pode me dar um presente legal, sei que pode… E não é nada de mais. Apenas algo novo na minha vida que iluminaria os meus espaços escuros e solitários.
Boa noite.

 

 Depois que o nervosismo explode, vem a calmaria e toda névoa parece assentar novamente.

 Volto atrás no que disse. Eu quis me perder, mas não consegui, então entrego-me aos encantos de teu silêncio que diz tanto e tudo. Entrego-me a ti que há tempos quer isso.

 Tome meu corpo e fique feliz; mas eu sei que não se contenta com tão pouco, leve meu coração, é o melhor que posso dar, e de uma vez por todas, nunca tive tanta certeza que ele deve ficar contigo. Preencha-o com seu vazio e ensine-o a ser forte.

acessorios_d10_jumbo_marmorizado

A gente vai se tocando que a vida é uma grande partida de RPG. Você lança os dados, espera pela sorte e pelas consequências… E quem sabe a sequencia?
Tudo na hora errada e de um jeito errado, talvez cedo ou tarde demais para se dizer alguma coisa, para correr; mas a simples verdade é que nunca saberemos o que pode acontecer, mas temos certeza que depois de um longo tempo, o corpo caleja e a mente se anestesia, e nem os fios de cabelo parece mais incomodar tanto. Nada mais incomoda. Torpor da alma e espírito em sonolência. Dane-se tudo.
Você é isso, você fez aquilo. Uma procura incansável por um culpado, e nunca por uma solução! Tudo o que fazemos toma proporções que de certa forma, nunca valem a pena… São apenas dados lançados à sorte e que parecem quinar num declive da mesa… Nunca saberemos o numero certo.
A morte conversou comigo, sentou-se ao meu lado e me perguntou o que mais eu ainda tinha pra fazer. Não soube lhe dizer nada. Calei-me e dexei que meu olhar lhe falasse tudo. Não disse nada. Ela se virou e foi. Nem mesmo me disse seu nome. Não disse nada.
Quero um copo d´agua e um pouco de paz. Sim! Eu quero paz. Nada de novo no novo, mas sim, o novo no velho. Um caminho novo pro destino antigo. Uma forma nova de começar tudo novamente… Um loop, um “rolê”, uma “voltinha”, cambalhota e sorriso, cóssegas e afago… Uma risada sem cinismo… O novo no velho. Algo que vale o lance dos dados.
Me irrita romance de um dia. Nada pior. um beijo e o calor que sobe a pele, e no dia seguinte um celular que não atende, uma mensagem não respondida… Me irrita mais ainda no reencontro, nos joelhos que se encostam e nos pés que balançam juntos, há um movimento que esquece o desapego… As mãos que se encostam e os olhares que se curvam… Eu não esconderia nada de ninguém, mas o mundo esconde tudo por si só… Um relacionamento de um dia que não dá nem pra revelar aos outros… Uma verdade que se apaga na memória que não se esquece… Corta-me a mente e me deixe em paz… Na verdade, não sei mais… Tudo sei e nada entendo. Não quero aprender…
– Você tem que saber que não há mais nada nisso tudo.
– Eu sei.
– Está na hora de procurar algo legal!
– Eu sei.
Na verdade, não há mais o que procurar… Pois está ao seu lado, mas você não sabe se está ao lado dela. Confuso? Que nada! É só lebrar da velha história de alguém que passa a vida procurando a pessoa perfeita e, quando encontra, não pode ficar junto, pois essa pessoa também está procurando seu alguém perfeito!
E foi às margens desse rio fantasmagórico que lancei meus dados. Boa sorte.

Ah, meu.

Tô pensando em mudar de Blog.
O design de configuração daqui ficou chato e confuso!

Essa foi uma semana boa. Converas produtivas, o retorno da minha banda favorita, descoberta de segredos caóticos… é… Um dia em casa e você fica sabendo do mundo sem querer… Caso alguém leia isto, e eu acho que vai ler, fica dois recados… 1- Ao ver alguém mal por um motivo, alguém que você diz gostar; jogue a real com a pessoa e diz o porque não adianta ela ficar assim… tão ruim isso… 2- Nunca deixe alguém esperando em vão. Esperar por algo que não vai acontecer é uma das piores coisas que tem… Seja verdadeira ao ponto de brigar, mas seja verdadeira…

Acho que não existe mais o que ser escrito hoje… Foi um dia tão morno, levado em banho-maria… Acho que vou terminar essa cerveja e vou dormir. Boa noite.

Vida.

 

Enquanto a vida escorre por entre os dedos, vamos vendo o que realmente nos faz diferença.
Existe uma sutíl diferença entre você ver uma pessoa partir e você partir por obrigação. Não liguem para minhas palavras, na verdade já nem tenho mais o que raciocinar… O Carbenet Suavignon que jaz vazio no estúdio depois de umas horas de amor, fez minha cabeça girar… só penso em meu sono no novo design do WordPress (Que achei horroroso).
Fantasio uma vida de artista que não tenho, mas gosto de agir como tal… Fantasio um presente de Natal que não vai chegar e fantasio uma vida que não é minha… Fantasia.
Fantasia essa que me mantem no fio de vida que ainda resta nesse mundo fosco e descolorido em que andamos procurando um sentido não virtual que nos acalente e nos mantenha longe do sentimento vilipendiado que ainda nos resta…
Antes de contar como me enforquei, como cortei meus pulsos e como atirei em minha cabeça com um calibre 38, peço que não se importem com minhas falhas ortográficas aqui expostas, pois aqui quem fala (escreve) é apenas um alcoolatra sem facas na mão e que não serve pra nada, pra nibguém e lotado de auto-piedade para dar.
Na verdade eu amo tanto a mim quanto amo vocês.
Amo vocês.
Fim de post e de bebedeira. Vou Dormir.