Quinta-feira . Lembranças de Luana – 4


“Lembranças de Luana”.

  O telefone tocou, eu não atendi. Não foi falta de interesse não. Eu juro, meu amor.

  Estiquei meus braços o mais alto que consegui, do carpete ao criado mudo, mas não deu.

   Fui enfraquecendo e perdendo a vontade de te esperar… Foram tantos dias sem comer, pairando em outro mundo… Ah, meu amado… Sei que não virá nesta sexta. Mas também não quero voltar para casa… Quando saí de lá, você me disse que nos sairíamos bem. Disse que eu deveria lutar pelos meus sonhos e, que seu meu sonho era morar com você, eu deveria ir de frente contra meus pais e lutar por meus desejos.

 E foi assim que fui morar com você aos quatorze anos. Não sei como meus pais não chamaram a policia… Não sei como não mandaram lhe prender… Talvez minha mãe tenha impedido meu pai de fazê-lo por saber que se tratava de um antigo amante que agora estava levando sua filha para o abate também…

  Aos quatorze saí de casa. Aos quatorze “me casei”. Aos quatorze me fez mulher. Aos quinze Você se foi.

  Claro.

  Eu era mulher pra você em sua cama, mas na hora em que estava com fome, cansado, eu não passava de uma menina. Mas como eu poderia fazer isso?

   Você mesmo se comportava como se estivesse cuidando de uma criança! Pensa que nunca ouvi você dizendo aos nossos vizinhos que eu era apenas a filha de sua irmã?

   Porque não assumia: Ela é minha mulher!

   Qual seria o problema?

   Como eu poderia saber cozinhar para você? Passar suas camisas, suas calças… Ir fazer a compra do dia.

   Não. Você me tirou de casa e eu não tinha aprendido nada disso, e em pouco tempo você perdeu a paciência, se foi…

 

  Mas pra minha casa eu não volto. Como olhar para minha mãe e sentir o asco de ela ter traído o papai com você? Como?

   Como olhar na cara suja dela e ver que ela sabe de tudo, sabe do seu sexo, do seu beijo… Ela me olhando e sabendo perfeitamente como você se enfiava entre minhas pernas.

   Não. Esse gosto eu não darei a vocês. E como sei que não virá amanhã, ficarei aqui. A polícia o procurará quando precisar remover de sua casa, o corpo seco e jovem que você fez de mulher.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s